No Marrocos, Collor cumpre agenda e defende parceria com Mercosul

26 julho 2017
Comentários: 0
Categoria: Notícias
26 julho 2017, Comentários: 0

201707260134_4534439099

Convidado para uma visita de trabalho, o presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado da República, Fernando Collor de Mello (PTC/AL), visitou o Reino do Marrocos, onde cumpriu intensa agenda com representantes do governo local. A presença de Collor foi destaque na mídia daquele país. O parlamentar visitou o Reino de Marrocos a convite da Câmara de Conselheiros, que lá corresponde ao Senado brasileiro, e, tratou de temas relativos ao aprofundamento das relações bilaterais entre o Brasil e aquele país africano, com destaque para os entendimentos referentes à assinatura de acordo entre o Mercosul-Marrocos.

Durante as reuniões, o senador tratou ainda da instalação do grupo parlamentar de amizade entre Brasil-Marrocos, essencial para se desenvolver a chamada diplomacia parlamentar que dá suporte à diplomacia convencional. Nas discussões relativas às relações entre as nações, propriamente na esfera econômica, o presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado Federal tratou do relançamento das negociações com vistas a um acordo entre o Mercosul e o Marrocos. Atualmente, a existência de barreiras tarifárias é um impedimento real à ampliação do comércio bilateral.

“Precisamos trabalhar para reduzir ou eliminar essas barreiras. Sem isso, os produtos brasileiros ficam prejudicados no mercado marroquino, e os produtos marroquinos, no mercado brasileiro”, posicionou-se Collor. Em novembro de 2004, foi assinado o Acordo-Quadro para o estabelecimento de parceria comercial entre o Mercosul e o Marrocos. Desde 2008, no entanto, não se registra avanço.

Collor ressaltou a necessidade de se relançar as tratativas do acordo, sobretudo, pelo fato de o Marrocos manifestar interesse na parceria entre os países. O governo marroquino examina data proposta informalmente pelo Brasil para a realização de reunião Mercosul-Marrocos, em Brasília, no próximo mês de setembro.

O senador apontou como grande oportunidade para o Brasil a parceria bilateral, já que a economia marroquina vem crescendo de forma ininterrupta nos últimos 18 anos, com uma inflação de 1,6%. Apesar de variações no ritmo da economia, o crescimento nesse período foi, em média, de cerca de 4,5% por ano. Ainda durante as audiências com representantes daquele país africano, Collor ouviu, também, informações sobre os avanços realizados pelo Marrocos em seu processo de desenvolvimento econômico e social, como também sobre o funcionamento de suas instituições políticas.

O agronegócio é parte importante da pauta comercial bilateral entre os países, com relevante participação do açúcar nas vendas brasileiras ao Marrocos, de um lado, e de fosfatos, fertilizantes e sardinhas nas exportações marroquinas ao Brasil. Collor ressaltou, durante as audiências com os marroquinos, que o Estado de Alagoas é o segundo maior produtor de cana-de-açúcar no Brasil, sendo o açúcar alagoano produto para exportação. Ele acredita ser possível aproximar mais essa relação.

“O Brasil realizou grandes avanços no agronegócio, e o Marrocos tem tido um desenvolvimento impressionante de sua agricultura. Há um campo para cooperação e aprendizado recíproco entre os dois países”, defendeu Collor.

Repercussão na imprensa

Em entrevista à imprensa local, ao se referir à visita do senador Collor, Abdessamad Kayouh, primeiro vice-presidente da Câmara de Conselheiros do Marrocos, elogiou “a qualidade das relações entre a Câmara de Conselheiros e o Senado brasileiro, sublinhando a importância dessa cooperação parlamentar no acompanhamento e no reforço das relações de parceria entre os dois países”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>