Linha do Tempo

  • A trajetória de um líder

    baseTimelineCollor
    Você é nosso convidado para viajar nesta Linha do Tempo e conhecer a trajetória e as principais ações desenvolvidas pelo líder politico Fernando Collor.

  • Prefeito

    timeline-1

    Muito jovem - aos 29 anos de idade - Fernando Collor assumiu os destinos de Maceió, ao ser nomeado prefeito em 1979, pelo então governador Guilherme Palmeira.  Iniciava, ali, uma carreira vitoriosa e repleta de realizações. Confira as principais obras realizadas por Fernando Collor e que entraram na história da administração municipal. • Construiu o Dique Estrada, na beira da Lagoa Mundaú, e melhorou o acesso à Vila Brejal; • Duplicou e modernizou a Avenida Assis Chateaubriand; • Criou 23 mil vagas nas escolas públicas municipais; • Garantiu a merenda escolar para 30 mil alunos e promoveu a valorização salarial do professores; • Elaborou o Plano Diretor da cidade e fez a expansão urbana na região Norte de Maceió; • Em parceria com os governos estadual e federal, construiu o Terminal Rodoviário do Feitosa; fez o saneamento da Pajuçara; urbanizou as praias da Avenida e de Jatiúca; construiu a Via Expressa e a via do Feitosa pela Leste-Oeste; • Implantou nas escolas os programas Saúde Ocular, Horta na Escola e Lazer para as Férias dos alunos; • Fundou a Associação dos Municípios Alagoanos (AMA).

  • Deputado Federal

    timeline-2

                                    O trabalho desenvolvido na prefeitura de Maceió credenciou Fernando Collor como um administrador que faz; que realiza. O prefeito escreveu sua história e colheu os frutos nas eleições de 1982, quando se tornou o deputado federal mais votado de Maceió e de Alagoas. A seguir, conheça um pouco da atividades que marcaram a passagem de  Collor pela Câmara dos Deputados, em Brasília, onde conviveu com grandes expoentes da política brasileira, como Mário Covas (foto). • Integrou a Comissão de Economia, Indústria e Comércio da Câmara Federal; • Como municipalista, lançou o Manual dos Municípios - um guia para os prefeitos; • Defendeu os mutuários do antigo Banco Nacional da Habitação e as reivindicações dos professores universitários autárquicos; • Pronunciou mais de 50 discursos, entre os quais em defesa do comércio e da indústria do Nordeste; da conclusão da obra do Hospital Universitário; e da aplicação descentralizada dos recursos públicos no País; • Projeto de lei que desconta, no Imposto de Renda, as despesas efetuadas por pessoas físicas com água, luz e telefone; • Defendeu a equiparação das aposentadorias: nenhum benefício pago pela Previdência deveria ser menor do que o salário mínimo.

  • Governador

    timeline-3

    Em 1986, Fernando Collor foi eleito governador de Alagoas, numa coligação de oposição às forças políticas conservadoras que vinham dominando o poder ao longo de décadas. No governo, desencadeou uma cruzada contra privilégios no serviço público estadual. A seguir, acompanhe as principais ações que marcaram a sua passagem à frente do Executivo alagoano. • Realizou concurso para profissionais da saúde; • Asfaltou 300 km de rodovias estaduais; • Construiu o Emissário Submarino, fundamental para o saneamento da cidade; • Agiu rápido e ajudou os sertanejos castigados pela seca, com frentes de serviço, carros-pipa, construção de açudes, poços artesianos e cisternas; • Ampliou o sistema de abastecimento de água de Arapiraca; • Construiu o conjunto Virgem dos Pobres, no Vergel do Lago, em Maceió; • Promoveu a dragagem do canal da Lagoa Mundaú, para salvar a vida lagunar, estimulando a produção de pescados e do sururu. Na Prefeitura, já havia dragado e usado a areia na obra do Dique Estrada; • Acabou com a lei que garantia aposentadoria para ex-governador; • Suspendeu portes de arma e combateu a violência política dos “coronéis” no Sertão; determinou o funcionamento das delegacias em plantões de 24 horas; • Numa verdadeira cruzada moralizadora, suspendeu privilégios e supersalários de servidores do Estado, e estabeleceu a exigência de ponto funcional, para obrigar a frequência ao trabalho.

  • Presidente da República

    1

    » Presidente Fernando Collor, com o Papa João Paulo II
    O trabalho desenvolvido à frente do Governo de Alagoas e sua luta pela modernização do Estado brasileiro conduziram Fernando Collor ao centro do debate sucessório nacional para a Presidência da República. O povo identificou sua candidatura como de mudança e renovação. Em 1989, com apenas 40 anos de idade, Fernando Collor tornou-se o mais jovem presidente do  Brasil e o primeiro eleito pelo voto direto do povo brasileiro, após o regime militar. Porém, seu estilo duro e arrojado e as medidas por ele adotadas, não agradaram a todos.  Isolado pela classe política e sem apoio do Congresso Nacional, foi alvo de julgamento político, culminando com o impeachment, dois anos depois. Mais tarde, seria inocentado em processo que tramitou no STF. Em apenas dois anos à frente do comando do País, Collor deixou uma herança positiva. Confira os passos conquistados em defesa de um novo Brasil. • Lançou programa econômico de liberalização do mercado, visando ao crescimento e à eficiência. Iniciou a modernização do parque industrial, do setor automobilístico e a abertura do País às novas tecnologias, com o fim de barreiras alfandegárias; • Retomou e viabilizou a conclusão da obra da Hidrelétrica de Xingó, entre Alagoas e Sergipe, essencial para garantir o fornecimento de energia e o desenvolvimento do Nordeste; • Lançou o programa SOS Rodovias, em 1990, para reconstruir as estradas federais; • Criou no Brasil os Centros Integrados de Apoio à Criança (CAIC), inclusive em Alagoas, para garantir às crianças educação em tempo integral, com lazer, saúde e cinco refeições diárias; • Construiu e viabilizou os equipamentos do novo Hospital Geral do Estado, na Serraria, em Maceió. Depois que saiu da Presidência, seus sucessores entregaram o prédio, já pronto, para uso da Justiça Federal - um crime contra a saúde dos alagoanos; • Sancionou, em 1990, o Código de Defesa do Consumidor, tão importante até hoje; • Sancionou a lei que criou o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), elogiado internacionalmente e considerado um dos mais avançados instrumentos de proteção à infância; • Fez acontecer, no Rio de Janeiro, a ECO-92, a mais importante conferência sobre meio ambiente da história, com a presença de 180 chefes de Estado e de governos do mundo inteiro; • Lançou os programas Nacional do Álcool e de Alfabetização e Cidadania; • Equiparou os benefícios do Funrural ao salário mínimo; • Firmou parceria com o então governador Geraldo Bulhões, em 1991, para início das obras do Canal do Sertão de Alagoas;

  • Senador

    2

    De volta à atividade política, Collor conquista, em 2006, uma cadeira no Senado da República, numa campanha fenomenal que durou apenas 28 dias. Com destacada atuação no Congresso, o senador Collor já ocupou a tribuna do plenário mais de 70 vezes para discursar, na maioria dos casos, sobre os problemas que afetam a população de Alagoas. Na presidência da Comissão de Serviço de Infraestrutura do Senado, seu trabalho é reconhecido até pela presidenta Dilma. A seguir, veja algumas das ações do senador Collor.
    • Como presidente da Comissão de Infraestrutura do Senado, propôs a Lula a inclusão do Canal do Sertão no PAC. Com isso, a obra avançou e os primeiros 65 quilômetros do Canal já foram inaugurados pela presidenta Dilma;
    • Destinou recursos federais para 60 municípios alagoanos - 40 deles já se beneficiam com obras dessas emendas aprovadas em Brasília;
    • Faz parte da Comissão que trabalha, no Senado, o projeto de modernização do Código de Defesa do Consumidor, implantado durante a sua gestão presidencial;
    • Pronunciou mais de 70 discursos em plenário, em defesa de vários temas, como saúde, a educação, a segurança, o esporte e os microempresários em Alagoas;
    • Com coragem, denunciou crimes cometidos pelo procurador geral da República, que está sob investigação;
    • Reuniu o ministro Fernando Bezerra com 37 prefeitos da região da seca, para apressar o socorro aos sertanejos;
    • Reuniu o ministro Alexandre Padilha e os médicos alagoanos, para pedir a intermediação do governo federal em defesa da saúde pública estadual, que virou um caos. Como resultado, o governo estadual voltou a negociar com os médicos, que resolveram encerraram uma greve de cinco meses;
    • Representou o Senado na Rio+20, a Conferência da ONU sobre desenvolvimento sustentável;
    • Participa ativa ativamente nas Comissões do Senado e nos debates sobre parlamentarismo, defesa nacional, fortalecimento municipal e do Nordeste;
    . Lutou e garantiu a retomada da obra de duplicação da BR-101, que estava paralisada em trechos alagoanos.

  • Canal do Sertão

    Dilma e Collor - Canal do Sertao

    "O senador Fernando Collor tem sido parceiro nosso,na medida em que ele participa de todas as decisões legislativas para auxiliar nossas atividades" - Dilma Rousseff, presidenta da República, durante visita a Alagoas, em março de 2013, para inaugurar o primeiro trecho do Canal do Sertão. A obra foi iniciada quando Collor era presidente da República, e ganhou celeridade depois que o senador alagoano conseguiu inseri-la entre as obras prioritárias do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), no governo Lula.

  • Conquistas para a população

    1

    A atuação do senador Collor trouxe muitas conquistas para a população. Com prestígio perante o governo federal, Collor viabilizou soluções para municípios, encaminhou pauta de reivindicações de segmentos da sociedade, apresentou projetos e articulou votações. Eis a razão pela qual o Diap o elegeu como um dos parlamentares mais influentes do Congresso Nacional. Confira algumas das ações do senador Collor em 2014. • Como presidente da Comissão de Infraestrutura do Senado, Collor realizou o 1º Fórum Nacional de Infraestrutura, cujos debates resultaram em mais de 77 propostas, que têm como foco desatar o nó que impede o crescimento econômico do País. • Collor apresentou a PEC que estabelece seguro de vida e plano de saúde para policiais civis e militares, bombeiros e agentes penitenciários. • Ingressou no Senado com Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que garante aos programas de transferência de renda do governo federal a proteção contra eventuais alterações por meio de medida provisória. • Collor apresentou emenda para corrigir injustiças na renegociação das dívidas contraídas pelos produtores rurais do semiárido nordestino. • Collor se reuniu com profissionais de enfermagem para cobrar do Congresso Nacional a aprovação do piso nacional da categoria. • Collor articulou apoios e votou favorável à ampliação da abrangência do Supersimples, o que fortalece a microempresa brasileira. • Collor votou favorável ao reajuste do FPM, que é o repasse constitucional para os municípios brasileiros. • Collor votou pela mudança do indexador da dívida de Alagoas, tornando-a menos onerosa para o Estado. • Pela segunda vez, o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) escolheu o senador Collorcomo um dos ‘cabeças do Congresso Nacional’. • Levantamento do Ranking do Progresso — avaliação anual objetiva do desempenho de componentes do Congresso Nacional feita pela revista VEJA, em parceria com o Núcleo de Estudos sobre o Congresso (Necon), do (Iesp-­Uerj), também aponta Collor como um dos parlamentares mais atuantes do Senado Federal.

  • Reeleito Senador

    lideranca

    Reeleito com 689.266 votos conferidos pelo povo alagoano, o senador Collor inicia o ano legislativo de 2015 como o novo líder do bloco parlamentar "União e Força", constituído por senadores do  PTB, PSC, PRB e PR.
    • Dados de 2015
     
    • • Collor vota favorável à PEC que fortalece segurança pública
    • • Collor mobiliza governo para duplicação da Av. Cachoeira do Meirim
    • • Collor integra grupo seleto dos mais influentes do Congresso
    • • Collor reafirma compromisso e vota pelo fim do fator previdenciário
    • • Collor vota contra Medida Provisória que corta benefícios trabalhistas
    • • Collor vota favorável a projeto que estende garantias para domésticos
    • • Collor critica arrocho fiscal e diz “que sacrifício recai no trabalhador”
    • • Collor defende revisão do ECA e propõe pacto pela infância e juventude
    • • Collor vota por MP que estende regra do mínimo para aposentados
    • • Collor diz que reforma política necessita ser precedida por debates
    • • Collor destaca necessidade de discutir políticas ambientais
    • • Collor critica medidas do ajuste fiscal e terceirização dos trabalhadores
    • • Collor discursa e apresenta 28 propostas para reforma política
    •  • Collor mobiliza ministérios em defesa de conselhos tutelares

  • 2016

    collor2016

    Collor se desfiliou do PTB e, após analisar diversos convites e propostas de siglas partidárias de todo Brasil, ingressa no Partido Trabalhista Cristão, o PTC.