Collor visita centros de pesquisas avançadas nos Emirados Árabes Unidos

4 abril 2018
Comentários: 0
Categoria: Notícias
4 abril 2018, Comentários: 0

201804031841_e88203d12f

Dando sequência à agenda oficial que cumpre no Oriente Médio, o presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado da República, Fernando Collor (PTC/AL), conheceu, nos Emirados Árabes Unidos, as experiências que estão sendo desenvolvidas pelo Instituto Masdar de Ciência e Tecnologia. Collor também visitou a Agência Internacional para as Energias Renováveis (IRENA), que congrega 156 países. O senador defende a pesquisa e a inovação como caminhos para o desenvolvimento sustentável.

No Instituto Masdar, que é a primeira universidade de graduação de nível mundial dedicada ao fornecimento de soluções reais para as questões de sustentabilidade, Collor foi apresentado pelo corpo técnico a diversas pesquisas avançadas de tecnologias com foco em energia e ações sustentáveis. As medidas em questão visam garantir um ambiente de convívio harmônico do ser humano com os recursos naturais do planeta.

Na agência, Collor conheceu as propostas que estão sendo realizadas pela IRENA no desenvolvimento de energias renováveis, combate à mudança climática e, também, ao desenvolvimento sustentável do mundo. No início de 2018, o Brasil deu início ao processo de adesão à IRENA. Atualmente, a entidade conta com 154 Estados-membros, além de 26 Estados em processo de adesão, entre eles o Brasil.

Em discurso no 8º Fórum Mundial da Água, realizado no mês de março em Brasília, Collor destacou a necessidade do compartilhamento de benefícios, inovação, tecnologia e métodos eficientes que tragam à população mundial a tão sonhada “Justiça Climática”. O parlamentar vem alertando que o tempo é escasso para realizar uma mudança da realidade encontrada hoje e, portanto, é preciso agir agora para garantir um mundo habitável a todos.

Não é de hoje que Collor aponta para a necessidade de o mundo priorizar um convívio sustentável. Como presidente da República, ele realizou a Rio 92 e trouxe cerca de 180 chefes de Estado ao Brasil e, à oportunidade, foram assinadas as convenções internacionais sobre biodiversidade e mudança climática, a Declaração do Rio sobre o Meio Ambiente e a Agenda 21.

“O ar está cada vez mais poluído; a temperatura cada vez mais alta; o alimento cada vez mais artificial; e a água cada vez mais escassa. Afinal, não descobrimos o fogo para morrermos de sede”, alerta o senador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>